4 sinais de câncer infantil que servem de alerta para salvar vidas

 

 

As chances de recuperação e tratamento são sempre maiores para quem descobre a doença no começo. Para isso, porém, é importante ficar de olho nos eventuais sinais de câncer infantil que muitas vezes passam despercebidos pelos pais.

Embora existam diferenças entre os tipos de câncer, certos sintomas demandam uma avaliação cuidadosa em qualquer situação. Afinal de contas, estima-se que, com cuidados especializados, cerca de 80 a 90% dos casos possam ser curados. 

Postagem com Vitória (5)

Se você não sabe exatamente no que ficar atento, confira nossa lista com 4 sinais que merecem sua atenção. 

1. Embranquecimento da pupila

Talvez você até já tenha ouvido falar sobre esse sintoma que também é chamado de reflexo do olho do gato. Acontece quando a pupila embranquece durante o contato com a luz. Na prática, isso significa que consegue ser percebido inclusive em fotos com flash.

Mais comum em crianças de até 3 anos, costuma ser um sinal de câncer infantil do tipo retinoblastoma. Pode ser acompanhado de alta sensibilidade à luz e também estrabismo. O teste do olhinho, obrigatório em recém-nascidos, ajuda a diagnosticar a doença também. 

2. Alteração de movimentos 

É natural que a criança caia mais vezes do que o adulto, já que seu equilíbrio está em fase de desenvolvimento. Contudo, alterações de movimentos consolidados devem ligar o alerta na percepção dos pais. Tumores que estão muito perto da coluna vertebral, por exemplo, podem fazer com que a força das pernas diminuam. Além disso, o controle das fezes e da urina também apresentam irregularidades. 

Tumores no sistema nervoso refletem em mudanças motoras, inclusive, com possibilidade de transformações de comportamento. Dores de cabeça e vômitos fazem parte da lista de sinais, junto com uma eventual paralisia total ou parcial dos nervos. Esse tipo de câncer tem uma taxa de 1,4 a 1,8% entre os tumores diagnosticados em todo o mundo.

3. Dor nos membros está entre os principais sinais de câncer infantil

Mais comum em adolescentes, os tumores sólidos costumam causar dores insistentes. Esse tipo de câncer infantil se caracteriza pelo aparecimento de uma massa nos ossos que estão em processo de crescimento. Na maioria dos casos, a massa pode ser visível a olho nu ou não. 

Como nem sempre é possível perceber esse crescimento, é indispensável ter atenção com a regularidade e a duração das dores. Sentir as pernas cansadas após um dia cheio de atividades é comum. Entretanto, os incômodos constantes e sem motivação aparente precisam ser investigados.

4. Palidez, perda de peso e sangramento

Da mesma forma que dores constantes exigem atenção, a perda de peso sem motivo deve ser investigada prontamente. Ainda que o corpo da criança possa ficar mais esguio ao longo do crescimento, o emagrecimento acelerado pode ser associado aos sintomas do câncer.

Se for acompanhado de uma extensão da barriga, existe a chance de ter relação com o tumor de Wilms que transforma o volume do abdômen. A palidez e o aparecimento de sangramento também entram na lista de sintomas. 

Em leucemias, o crescimento de células anormais na medula óssea traz mudanças significativas no organismo que fica mais suscetível ao aparecimento de infecções. Convém mencionar que até mesmo hematomas muito recorrentes devem ser avaliados com o mesmo cuidado. 

A verdade é que apesar de serem assustadores, os sinais de câncer infantil são uma forma de garantir mais chances de cura. Quando descobertos no começo, a criança consegue iniciar rapidamente o tratamento que tende a trazer resultados amplamente positivos quando comparados com os adultos. 

Agora que você sabe mais sobre esses sintomas, aproveite para compartilhar o artigo em suas redes sociais! Assim, mais gente pode aprender sobre como reconhecer os sinais da doença e ajudar a salvar vidas. 

Este‌ ‌conteúdo‌ ‌foi‌ ‌doado‌ ‌por‌ ‌‌SHARE‌ ‌| EPIC‌ ‌CONTENT‌

Planejador‌ ‌de‌ ‌Pauta:‌ Tatiana Borges Machado

Redator:‌ ‌Carla Gomes

Revisão: Epic Content

 


Apoiadores